Pages

segunda-feira, agosto 03, 2009

Legislar para a minoria - A prática prova a incompetência


Dia 01 de julho passado, eu escrevia o post entitulado "Legislar para a minoria" falando sobre a "nova" lei municipal de São Paulo.

Bem, uma semana após a implantação desta restrição o que se viu na prática é que os políticos brasileiros estão mesmo preocupados com eles mesmos e o que fazem podem trazer benefícios somente para eles próprios e para algum setor empresarial que tem o "rabo-preso" com políticos (leia-se os "corruptores). Lobby é a coisa mais hedionda que existe em uma democracia.

Vemos um caos no trânsito. Ruas residenciais recebendo veículos pesados. Usuários de fretados insatisfeitos pelo transtorno causado. Avenidas que fazem parte da "fronteira" desta "zona de restrição" com fluxo maior de veículos porque os ônibus fretados agora passam por elas (como é o caso da Av. Sumaré na Zona Oeste, a Av. dos Bandeirantes, na Zona Sul, Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte, Av. do Estado na Zona Leste e Central, Av Ricardo Jafet na Zona Sul, entre outras).

Isso porque estamos em férias escolares, adiadas pela gripe suina. O que faz com que muitos outros veículos não trafeguem na hora do "rush", como é o caso dos ônibus, peruas e vans escolares. Fora os veículos particulares dos pais que levam e trazem seus filhos, ou daqueles que trabalham e vão à noite ao estudo.

Bem, eu vou ser um daqueles 1/3 dos usuários de fretado que adotarão o uso do veículo próprio para ir trabalhar, só porque tenho que acordar 30 minutos antes e chegar 1 hora depois em casa. Melhor ir de carro, pois a prefeitura afirma que a fluidez melhorará 11% e o ar ficará menos poluído. Tem uma parte que vai adotar a motocicleta como meio de transporte. Já imaginou o que inexperientes motociclistas podem causar no trânsito?

Ah sim! E vou de fusca 1984 a álcool, que nem precisa mais pagar IPVA e nem passa pela "piada" que é a tal da inspeção veicular da mesma prefeitura de SP que só vistoria veículos de 2003 em diante (dos quais os donos tem mais poder aquisitivo).

E vou colocar no "fuscão" o adesivo deste post, que encontrei no Blog da Leo

3 comentários:

Rogerio Queiroz disse...

É isso aí Dado, viva o Fuscão.

Sabe que a lei nem tão absurda assim, mas a forma como ela é imposta é que fode tudo. Não foi criada nenhuma infraestrutura para a implantação da lei, proíbe e pronto.

Diário de uma alma disse...

Eu concordo que deveria haver legislação. E até concordaria com a extinção do fretado, se houvesse transporte público coletivo adequado (seguro, confortável, rápido, abrangente e não tão cheio) e se extinguisse, também, com a circulação de carros na mesma região de restrição. Aí sim diminuiria a emissão de poluentes.
Carro com uma só pessoa pode circular e veículo com 20 pessoas não pode? Então vou de fusca mesmo e deixo o outro carro na garagem.

Fatima disse...

Oi Edu,
não vou falar da lei porque está muito distante da minha realidade aqui no interiooooor.
Agora,
fala a verdade, que bonitinho ficou o blog e a foto nova tb.
Bjs.

Blog Widget by LinkWithin